Arquivo interfaces

De LinuxPédia
Ir para: navegação, pesquisa

Definição

Esse arquivo é utilizado para configurar as interfaces de rede, sendo usado pelo sistema para ativar e desativar interfaces. No Debian esse arquivo se encontra no caminho /etc/network/interfaces.

Editando o arquivo

Para editar esse arquivo devemos abri-lo com o editor de texto vi ou nano. Esse arquivo só pode ser editado como superusuário do sistema:

$ sudo nano /etc/network/interfaces

Para fazer isso usamos a seguinte sintaxe:

  • iface eth0 inet static→ Identifica a interface (e o tipo de interface) que será configurada abaixo e se o endereçamento dessa interface será estático ou dinâmico.
  • address X.X.X.X → Identifica o IP da interface
  • netmask X.X.X.X → Identifica a máscara de sub-rede da interface
  • broadcast X.X.X.X → Identifica o endereço a ser enviado pacotes broadcast.
  • gateway X.X.X.X → Endereço de default gateway da rede onde a interface se encontra.
  • dns-nameservers ip-dns-primário ip-dns-secundário ip-dns-terciário → Identifica os endereços de servidores DNS a serem consultados para resolver nomes nessa interface. Pode conter mais de um endereço, endereços que serão separados por um espaço em branco.
  • hwaddress ether XX:XX:XX:XX:XX:XX → Determina o endereço MAC da interface como XX:XX:XX:XX:XX:XX
  • up route add -net X.X.X.X netmask Y.Y.Y.Y gw Z.Z.Z.Z → Configura uma rota para a rede X.X.X.X máscara Y.Y.Y.Y para o gateway Z.Z.Z.Z.
  • up script → Configura um script para ser executado quando a interface subir. Esse comando é perfeito para Firewalls. Exemplo: up /etc/Firewall.sh.

Exemplos de Configuração

Exemplo 1: IP fixo

Interface eth0 com IP fixo:

 
# Interface de loopback (127.0.0.1)
auto lo
iface lo inet loopback

# Interface física eth0 com endereçamento estático:
auto eth0
iface eth0 inet static
    address 192.168.8.76
    netmask 255.255.255.0
    network 192.168.8.0
    broadcast 192.168.8.255
    gateway 192.168.8.1
    dns-nameservers 8.8.8.8 208.67.222.222

Neste exemplo temos na interface eth0 o IP privado 192.168.8.76/24 com o gateway 192.168.8.1, DNS 8.8.8.8 e 208.67.222.222.

Exemplo 2: IP dinâmico (DHCP)

interface eth0 com IP dinâmico:

# Interface de loopback
auto lo
iface lo inet loopback
 
# Interface física eth0 com endereçamento dinâmico:
 
auto eth0
iface eth0 inet dhcp

Exemplo 3: DHCP leasing de 6 horas

interface eth0 com DHCP e identificação de cliente dhcpd estacao 10 e tempo de leasing de 6 horas:

# Interface de loopback
auto lo
iface lo inet loopback
 
# Interface física eth0 com endereçamento Dinâmico e 'leasing time' de 6 horas:
iface eth0 inet dhcp
    leasehours 6
    client "estacao 10"

Exemplo 4: dois IPs em uma interface

Dois endereços IP na mesma interface de rede:

# Interface de loopback
auto lo
iface lo inet loopback

# A sintaxe para múltiplos IPs na mesma interface é eth0:0, eth0:1, …
# IP 1:
auto eth0:0 
iface eth0:0 inet static
	address 192.168.1.10
	netmask 255.255.255.0
	broadcast 192.168.1.255
	gateway 192.168.1.1
	dns-nameservers 8.8.8.8 208.67.222.222

# IP 2 (pode estar na mesma rede lógica ou não):
auto eth0:1
iface eth0:1 inet static
	address 192.168.1.11
	netmask 255.255.255.0
	broadcast 192.168.1.255
	gateway 192.168.1.10
	dns-nameservers 8.8.8.8 208.67.222.222

Exemplo 5: Bridge

Bridge entre duas interfaces:

Antes de configurar no arquivo network interfaces temos que nos certificar que temos o pacote bridge-utils instalado no sistema. Para instalar no Debian:

# aptitude install bridge-utils

Depois no arquivo /etc/network/interfaces:

# interface de loopback
auto lo 
iface lo inet loopback

# interfaces que farão parte da bridge sem IPs:
iface eth0 inet manual
iface eth1 inet manual

# bridge com IP estático:

iface br0 inet static
	bridge_ports eth0 eth1
	address 192.168.8.2
	broadcast 192.168.8.255
	netmask 255.255.255.0
	gateway 192.168.8.1

Opções de comando para uma bridge:

  • bridge_stp off → Desabilita o Spanning Tree Protocol na bridge
  • bridge_waitport 0 → Zera o atraso para a porta ficar ativa
  • bridge_fd 0 → sem atraso de encaminhamento
  • bridge_ports none → Se não quiser atrelar a bridge a nenhuma porta

Exemplo 6: VLAN

Configuração de interface para reconhecer pacotes com tag 802.1q na eth0, na VLAN 150. Antes de ir ao arquivo é necessário ter instalado o pacote suporte a VLAN. No Debian:

# apt-get install vlan

Após instalado devemos carregar o módulo do kernel responsável por essa facilidade:

$ sudo modprobe 8021q
$ sudo su -c 'echo "8021q" >> /etc/modules'

Agora podemos ir à edição do arquivo:

# Interface de loopback
auto lo
iface lo inet loopback

# Interface eth0 atuando nos pacotes com marcação de VLAN=150:
auto eth0.150
iface eth0.150 inet static
    address 192.168.150.202
    netmask 255.255.255.0
    network 192.168.150.0
    broadcast 192.168.150.255 
    gateway 192.168.150.1 
    vlan-raw-device eth0 
    dns-nameservers 8.8.8.8 208.67.222.222

Exemplo 7: 2 IPS na mesma VLAN

auto eno1:0
iface eno1:0 inet static

auto eno1:1
iface eno1:1 inet static


auto eno1:0.150
iface eno1:0.150 inet static
address 192.168.150.202
netmask 255.255.255.0
network 192.168.150.0
broadcast 192.168.150.255
gateway 192.168.150.1
vlan-raw-device eno1:0
dns-nameservers 8.8.8.8 208.67.222.222
# up ethtool -s eno1:0.150 wol g

auto eno1:1.150
iface eno1:1.150 inet static
address 192.168.150.203
netmask 255.255.255.0
network 192.168.150.0
broadcast 192.168.150.255
gateway 192.168.150.1
vlan-raw-device eno1:1
dns-nameservers 8.8.8.8 208.67.222.222
#up ethtool -s eno1:1.150 wol g

Obs. Na interface gráfica o gerenciador de interfaces fica girando direto, e no ifconfig só aparece uma interface.

As interfaces aparecem com o comando ifquery.

Acredito que as interfaces podem ser gerenciadas com os comandos

  • ifup
  • ifdown
  • ifquery
# ifquery -a --list
lo
eno1:0
eno1:1
eno1:0.150
eno1:1.150

Fontes

Debian Wiki

UTFPR

Links Externos

Wiki books